Presidente Laerte Gomes quer mais saúde para Ji-Paraná com a implantação de policlínica

Parlamentar propôs ao Governo a realização de estudos para a implantação de uma estrutura nos moldes da Policlínica Oswaldo Cruz

Fonte: ALE/RO - Em Saúde - 13/08/2019 17h 36min

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Presidente Laerte Gomes quer mais saúde para Ji-Paraná com a implantação de  policlínica

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) indicou ao Poder Executivo a criação de uma policlínica no município de Ji-Paraná com a competência operacional de promover assistência à saúde da população, executando os programas relacionados com a Política Nacional de Saúde por meio de atendimento ambulatorial. 

Segundo Laerte Gomes, notícias de autoridades e gestores, reclamando que grande parte das demandas de atendimento nos hospitais, não deveriam ser encaminhadas a tais unidades, e sim, à rede de atendimento básico e nos organismos especializados. 

“Por outro lado, esta tem sido a opção da população, diante da carência de atendimento especializado na área da saúde, notadamente, no interior do estado”, ressaltou Laerte. 

Desta forma, o presidente propôs ao Governo do Estado que sejam realizados estudos, no sentido de criar, na estrutura organizacional da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a exemplo da Policlínica Oswaldo Cruz (POC), em Porto Velho, uma Policlínica Estadual em Ji-Paraná que contará com um Núcleo de Execução de Programas Especiais, Equipe de Atendimento Geral e uma Equipe de Serviços Técnicos. 

“A Policlínica Estadual de Ji-Paraná deverá oferecer serviços em fisioterapia, odontologia, psicologia, serviço social, nutrição, atendimento psicossocial, gestação de alto risco, assistência à saúde do idoso e contar com pelo menos 30 especialidades médicas. A nova unidade deverá contar com todos os serviços ambulatoriais oferecidos pelo Sistema Único de Saúde”, frisou o presidente. 

Em resposta, o secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo enviou ofício explicando que a organização de ambulatórios especializados como (POC) está passando por uma nova modelagem, com objetivo de trazer mais resultados à população, conforme necessidades levantadas na Atenção Primária à Saúde. 

“O novo modelo de organização das unidades ambulatoriais está sendo estruturado a partir da Planificação da Atenção Primária à Saúde, que se encontra em execução no município. A primeira unidade do novo modelo já existe e atende ao público materno infantil, na sequência da execução das ações, outras propostas de ambulatórios especializados serão estruturadas de acordo com a necessidade da população da região”, citou Fernando Máximo no ofício em resposta a solicitação do presidente Laerte Gomes.

Texto: Juliana Martins-Decom- ALE/RO

Foto: Diego Queiroz-Decom-ALE-RO

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO